logo

AÇO MONUMENTAL: Conheça a Biosfera de Montreal

27 Fev 2023 | 1066 Visualizações | Conhecimento | por Diferro Aços Especiais

AÇO MONUMENTAL: Conheça a Biosfera de Montreal

Saiba tudo sobre esta gigante estrutura feita de aço

O mundo é um lugar vasto, onde encontramos muitas histórias, pedaços culturais, obras. A arquitetura, em cada canto do mundo,
impressiona com seus diferentes designs e materiais, agregando muito para a sociedade.
 

E, por isso, a Diferro criou uma série de blog posts, que serão apresentados neste ano, intitulada de “Aço Monumental”,
onde apresentaremos algumas das estruturas metálicas mais fenomenais do nosso planeta.

Iniciamos hoje trazendo informação sobre a Biosfera de Montreal. Você conhece esse grande símbolo canadense?
Sabia que ele tem tudo a ver com o aço?
 

Continue a leitura que nós contamos mais sobre essa relação. 

 

 

Primeiramente, do que se trata a Biosfera de Montreal?

Localizada no Canadá, especificamente no parque Jean-Drapeau, na ilha de Santa Helena, província de Quebec, Montreal.
A construção é uma cúpula geodésica, criada por Richard Buckminster Fuller em 1967, um dos primeiros
arquitetos a trazer o conceito sustentável para o uso global.

Atualmente, essa grande estrutura abriga dentro de si um museu dedicado ao meio ambiente. Como se encontra em um
parque em meio a um rio, a Biosfera deixa claro com seu ar puro e conceito futurista que ali é um lugar para se falar sobre sustentabilidade. 

            

No museu, os visitantes podem aprender mais sobre a biodiversidade do mundo, as mudanças climáticas e desenvolvimento sustentável.
A Biosfera de Montreal apresenta também belos jardins, com uma coleção de plantas raras e grandes
contribuições culturais norte-americanas, como as espaçonaves das missões Apollo.

 

A história da Biosfera de Montreal
 

A grandeza e leveza de uma estrutura metálica em formato geodésico impressionou todos os presentes da exposição, descartando a ideia de desmanchar a esfera após o evento e rapidamente a tornando em um símbolo para a cidade. 

A Biosfera de Montreal se manteve aberta ao público, mas, em 1976, após um acidente de manutenção na parte acrílica que cobria a esfera na época,  acabou sofrendo um incêndio, fechando suas portas por 15 anos.

Em 1995, a magnífica estrutura metálica foi reaberta para o público como um museu sobre sustentabilidade. Infelizmente, em 1998, a Biosfera novamente sofreu com estragos devido a uma tempestade de neve em Montreal, fechando por mais cinco meses.

Cartaz de divulgação da Expo 67

 

 

A estrutura e a motivação da Biosfera de Montreal foram reconstituídas ao longo dos anos. Já em 2007,
a missão desse gigante de aço foi expandida. A partir desta data, o meio ambiente tornou-se uma temática
ainda maior 
para a Biosfera, trazendo exibições interativas para que visitantes possam
explorar ecossistemas e entender mais sobre sustentabilidade.
 

 


A estrutura e seu museu continuam a iluminar a cidade com cores incríveis e com um conhecimento
rico até hoje. Em 2021, o jornal New York Times nomeou a Biosfera de Montreal como
uma das 
25 obras arquitetônicas mais significativas do mundo pós-guerra. 


 

Detalhes sobre essa grande estrutura de aço

ParDetalhe da Esferaecido com o que o próprio planeta terra propõe, a Biosfera de Montreal é um domo em formato geodésico. Também conhecido como cúpula geodésica, esta é uma estrutura semelhante a uma esfera, ou meia-esfera, formada por triângulos, uma ideia disseminada pelo próprio Buckminster Fuller.

Essa estrutura possui 76 metros de largura e 62 metros de altura, apresentando 75% do que seria uma esfera completa. A Biosfera de Montreal é, então, o maior domo geodésico do mundo. E além da inovação na arquitetura, ela também conversa diretamente com a sustentabilidade e o aço.

Seu esqueleto é composto de tubos cilíndricos de aço de três polegadas, soldados suavemente nas articulações e que vão sendo afinados conforme o topo da estrutura, otimizando a distribuição de força. O fato desta obra não ter colunas e ser feita de aço e acrílicos triangulares subdivididos lado a lado demonstrou uma grande economia nos custos e no material. 

O formato da Biosfera de Montreal também permite maior e melhor circulação de ar quente e frio pela sua estrutura. É uma obra de grande magnitude em design, eficiência e administração de recursos, exemplo para o mundo todo.

   Detalhe da estrutura da Biosfera de Montreal.

 


Somente o aço poderia garantir força e segurança para produzir uma estrutura espetacular,
já com mais de cinquenta anos. Esse material é transformador para diversas
construções ao redor do planeta, como a Biosfera de Montreal nos mostra.
 

 



A Diferro Aços Especiais reforça sempre a importância deste material metálico que trabalha há anos.
Nós mostramos como o aço pode ser inovador com todas as suas propriedades e formatos.

 


 

Acompanhe a Diferro e leia mais conteúdos informativos exclusivos: Saiba mais sobre o universo do aço, todo seu conhecimento e grandes resultados.

Não foi cadastrado nenhum comentário



Faça um comentário!

RECEBA NOVIDADES
EM SEU EMAIL