logo

Dia Mundial da Saúde: proteja-se da variante Ômicron

07 Abr 2022 | 321 Visualizações | Conhecimento | por

 

Dia Mundial da Saúde: proteja-se da variante Ômicron

Os últimos dois anos têm sido tempos difíceis, em que a humanidade enfrenta uma pandemia com consequências graves. Apesar de já termos a vacina e as restrições estarem diminuindo, o cuidado para evitar o Coronavírus não deve parar! 

Em lembrança ao Dia Mundial da Saúde, comemorado em 7 de abril, preparamos um conteúdo especial sobre como devem ser as ações de prevenção ao Covid-19 neste período. Acompanhe o texto para saber tudo sobre e conhecer a origem da data. 

 

Como surgiu o Dia Mundial da Saúde? 

Instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1948, a ação tem o objetivo de conscientizar a população sobre os fatores que podem afetar sua saúde e qualidade de vida. 

No mesmo dia em que a data foi criada, foi fundada também a Organização Mundial da Saúde, órgão da ONU, que formula diretrizes, regras sanitárias e protocolos de saúde para todo o mundo. 

Ômicron Covid-19: como devemos lidar no período atual? 

A variante Ômicron, a mais comum no momento, é bastante transmissível. Apesar da maioria das pessoas terem sintomas leves, a contaminação ainda pode ser perigosa. 

Ela sobrevive cerca de 21 horas na pele e 193 em materiais plásticos, tornando ainda mais necessária a higienização dos objetos e das mãos. 

 

Confira algumas ações que podem diminuir as chances de contágio dessa variante:

  • Use máscara

Mesmo que seu uso não seja mais obrigatório em diversas localidades, ela ainda é uma barreira de proteção efetiva. Dê preferência pelos modelos PFF2. 

  • Higienize as mãos com frequência

Como a Ômicron dura mais tempo na pele, a higiene deve ser meticulosa e frequente, com álcool em gel 70% ou água e sabão. 

  • Evite aglomerações e ambientes fechados 

Se for necessário frequentar esses espaços, não dispense a máscara e mantenha o distanciamento. Evite comer nesses ambientes. 

  • Se tiver sintomas, isole-se

Por ser uma variante menos agressiva, suas consequências, na maior parte do caso, são parecidas com as de gripe e resfriado. Havendo algum sinal de dor de garganta, febre, coriza e dores no corpo, isole-se e faça o teste após o terceiro dia dos sintomas. Respeite o prazo de isolamento e, mesmo sem sintomas, é necessário respeitar a orientação da OMS, que é de isolamento de sete dias, ou a recomendação de seu médico. 

 

Não se esqueça da vacina!  

Mesmo com todos esses cuidados, não conseguiremos vencer o Coronavírus sem a vacinação. Assim como diversas outras doenças foram superadas, o mesmo pode acontecer com a pandemia de Covid-19, se toda a população estiver em dia com as suas doses. 

Quem opta por não se vacinar está se colocando em risco e também expondo outras pessoas, aumentando a circulação do vírus. Portanto, não é uma questão apenas de bem-estar individual, mas também de responsabilidade social e com o próximo. 

Se você ainda não tomou sua vacina contra Covid-19 ou não recebeu todas as doses necessárias, vá até o posto de saúde mais próximo e vacine-se! 

 

#PorUm2022ComMaisSaúde! 

Todos queremos viver um ano melhor, com mais qualidade de vida e bem-estar! Pensando nisso, nós, da Diferro, estamos trabalhando com a campanha #PorUm2022ComMaisSaúde, trazendo dicas e informações sobre cuidados sanitários e vida saudável em nosso blog

Clique aqui e saiba mais. 

Não foi cadastrado nenhum comentário



Faça um comentário!

RECEBA NOVIDADES
EM SEU EMAIL